Ampla: Pauta de reivindicações é entregue

Engenheiros pedem 2% de ganho real e a inclusão de duas novas cláusulas

Quarta, 19 de Setembro de 2012, 15:01 h

 

O Senge-RJ entregou, nesta quarta-feira (19), a pauta de reivindicações dos engenheiros da Ampla. No documento, os engenheiros pedem reajuste referente a 100% da inflação acumulada medida segundo o Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC), relativo ao período de 01 de outubro de 2011 a 30 de setembro de 2012 e mais 2% de ganho real.

Além disso, os trabalhadores pedem um abono de R$ 3.000,00, a correção do valor do ticket refeição para R$ 30,00, valor unitário e, ainda, a manutenção do ticket extra, a ser pago em março de 2013, no valor de R$ 350,00.

A pauta contém 48 cláusulas, entre elas duas que não estavam presentes no Acordo Coletivo de Trabalho (ACT) anterior. Uma delas é referente ao Programa de Participação de Resultados (PPR). Os engenheiros pedem um acréscimo de 5% no PPR, a cada três anos de efetivo serviço, a partir de 1º de janeiro de 2009. O benefício não é cumulativo.

A outra nova cláusula se refere ao programa “Saber Viver” da Ampla, e visa conceder aos trabalhadores uma folga de 5 dias úteis como prêmio por cada 5 anos de efetivo trabalho, a partir de 1º de janeiro de 2007. O benefício deverá ser usufruído no início ou no final das férias, a critério da empresa.

 


O que é o INPC?

O INPC foi criado pelo IBGE para orientar os reajustes de salários dos trabalhadores e mede a variação dos custos dos gastos em diversos setores, como educação e alimentação. O INPC avalia famílias com rendimentos mensais entre 1 e 5 salários mínimos, cujo chefe é assalariado em sua ocupação principal e residente em áreas urbanas. 


 

Voltar