"Mobilização popular é fundamental", afirma Ronaldo Lessa

Engenheiro civil e deputado federal participou da segunda mesa do III Simpósio SOS Brasil Soberano

Quinta, 08 de Junho de 2017, 16:56 h

Foto: Alessandro Carvalho

 

Aumentar a participação dos engennheiros na política. Este foi o foco da fala do deputado federal (PDT-AL) e engenheiro civil, Ronaldo Lessa, durante sua participação no III Simpósio SOS Brasil Soberano no dia 08 de junho, em Belo Horizonte. Lessa, que já foi vice-presidente do SENGE-RJ, defendeu a necessidade de acabar com o mito de que o profissional de áreas técnicas, como a engenharia, é "frio" e que não seria um bom executivo. Atualmente, ele é presidente da Frente de Engenharia e Desenvolvimento Nacional.

 

Luta nas ruas

"A Câmara tem medo de colocar a Reforma da Previdência em votação por medo da pressão das ruas. A movimentação externa é fundamental, a mobilização da população, para barrar os retrocessos."

 

Criminalização da política

"O que está subliminarmente é que a democracia não funciona. Qualquer política está descartado. Assim, passa a ideia de que pode colocar militar no poder de novo, ou colocar juíz do STF. Defendo que o protagonismo deve ser político."

 

Eleições gerais

"Temer está acabando com o país. Pedimos eleições diretas porque defendemos que o Congresso atual não é capaz de eleger o novo presidente. Mas se o Congresso não tem moral para eleger o presidente, então faz logo eleições gerais. Vamos eleger todo mundo novamente."

 

Projeto de nação

"Qual o projeto de nação que a gente tem? A nossa sorte, como disse o Stédile (João Pedro Stédile, do MST), é que a burguesia não tem projeto de país. Mas a gente precisa construir nosso projeto. Não podemos ficar de braços cruzados esperando."

Voltar