Celia Satil participa de exposição de arte no Rio

A designer gráfica do Senge-RJ apresenta obras da série Forma e Reforma na mostra Fotografia Arte Plural, aberta até o dia 27 de outubro

Sexta, 28 de Setembro de 2018, 14:43 h




A fotógrafa e artista visual Celia Satil, designer gráfica do Senge-RJ, participa da exposição Fotografia Arte Plural, na Icon Galeria, localizada no Térreo da Fábrica Bhering, no Rio. Três trabalhos da sua série “Formar e Reformar” – composta por intervenções artísticas em fotos de painéis de rua  – estarão na mostra, que será inaugurada neste sábado (29), com 11 fotógrafos, aberta à visitação de 4 a 27 de outubro.  
 
De acordo com Nadja Peregrino, uma das curadoras da exposição, o projeto de Celia se insere na ideia de “cartografias das diferenças”, que une fotografia e política num contexto social marcado pelo racismo e pela reação às diversidade.“A cartografia da diferença é a tentativa de  trazer uma sociedade múltipa, miscigenada do ponto de vista social e político, que faz parte da nossa realidade cultural”, diz.
 
Por exemplo, em uma das imagens (acima) da série Forma e Reforma levadas à exposição, Celia Satil fotografou o painel “Contos”, pintado no edifício da Escola Municipal Rivadávia Corrêa, no Centro – um trabalho de 2.500 metros, o maior grafite do mundo pintado por uma mulher, a artista Luna Buschinelli. “Há ali uma mulher: pode ser uma professora, uma mãe, muitas possibilidades”, explica Celia, que, após fotografar, espelha o resultado buscando, com ferramentas digitais, uma releitura expressiva dos sentidos contidos no trabalho original.
 
Segundo a artista, a série Forma e Reforma  se inicia nos objetos a serem fotografados, recomeça na criação visual e termina na comunicação com o público. “O sentimento provocado não é único, é diversificado pelo olhar de cada um. Decoração e arte fotográfica das formas em movimento: intensifica a imagem da forma e conduz caminhos ao olhar a própria forma infinita na construção. Essa forma é resultado de sentimentos, é a minha percepção da natureza, através do meu interesse pela luz, pelas cores, pelos formatos e manifestações artísticas. É um movimento de alteração da forma da imagem, um ato de reforma, que cria a nova forma. Resultando a sua reforma, a partir de percepções, emoções, ideias e interesses pessoais. Essa provocação de sentimentos e de resultados diferentes é para mim estimulante, tanto na minha concepção artística, como na fotográfica. É o prazer de executar com arte diversas combinações fotográficas, como num folguedo.”
 
Celia Satil (foto) é formada em Designer Gráfico pela Universidade Federal do Rio de Janeiro, com pós-graduação em Fotografia pela Universidade Cândido Mendes do Rio de Janeiro. Trabalha como designer gráfica e fotógrafa desde a Rio 92. Atualmente integra o coletivo 6por6, formado por fotógrafos de pós-graduação em Fotografia da UCAM. 
 
Seu projeto artístico nasceu da observação, um dia, do reflexo de um edifício num lago: “encontrando o espaço, a luz e o ângulo ideal para a foto, de repente veio um pato na água e interferiu na cena, ondulando a água e borrando o reflexo. Gostei tanto dessa desconstrução da cena e da movimentação do reflexo, que resolvi começar a criar minha identidade fotográfica baseando em  'Formar e Reformar'.”
 
A Icon Galeria fica na rua Orestes, 28, no térreo da Fábrica Bhering, com visitação de 4 a 27 de outubro, quinta a sábado, das 13h às 19h, excetos feriados. A exposição Fotografia Arte Plural tem curadoria de Angela Magalhães e Nadja Peregrino, e reúne os artistas  Alexandre Chaves, Bel Pedrosa, Célia Satil, Felipe Fittipaldi, Francisco Setubal, Jaques Faing, José Bassul, Lucas Gibson, Rodrigo Calafange, Tetê Lima, José Diniz. A vernissagem, amanhã (29), vai das 13h às 20h.
 

Voltar