Concluída a Convenção Coletiva de Trabalho com o Sinaenco

Acordo prevê reajuste de 1,7% retroativo a maio e de 2% para quem ganha o piso

Quinta, 29 de Novembro de 2018, 09:26 h

 

Assembleia realizada na última terça-feira (27) no Senge-RJ aprovou a proposta de Convenção Coletiva de Trabalho do Sindicato Nacional das Empresas de Arquitetura e Engenharia Consultiva (Sinaenco), que reúne mais de 500 empresas privadas. Após várias rodadas de negociação, o acordo final prevê reajuste salarial de 1,7% (com base numa variação de 1,69% no INPC entre abril/17 e abril/18), retroativo a maio (data base da categoria), e de 2% para aqueles que recebem piso salarial. O pagamento será feito de uma única vez sobre a folha de janeiro, para recebimento em fevereiro.
 
As cláusulas acertadas também incluem ampliação da licença maternidade em 60 dias além dos 120 estabelecidos em lei (de quatro para seis meses); aumento de R$ 0,50 no valor do tíquete-refeição (R$ 30,50) e manutenção do auxílio-creche de R$ 500,00.
 
Para o trabalhador que está no seu último ano de contribuição previdenciária, as empresas asseguram estabilidade no emprego por seis meses, e se comprometem a pagar as contribuições restantes, caso o trabalhador seja demitido após este período.
 
As rodadas de negociação foram conduzidas pelo Senge-RJ e pelo Sindicato dos Arquitetos e Urbanistas no Estado do Rio de Janeiro (Sarj), pelo Sindicato dos Trabalhadores em Consultoria de Engenharia e Projetos no Estado do Rio de Janeiro (Sintcon-RJ) e pelo Sindicato dos Profissionais Técnicos Industriais de Nível Médio do Estado do Rio de Janeiro (Sintec-RJ).
 
O Senge-RJ vai protocolar as documentações necessárias para assinatura do acordo com o Sinaenco.
 

Voltar