Em 2019, Senge-RJ vai expandir oferta de capacitações técnicas

Os cursos vão abordar eficiência energética e painéis solares, plataforma BIM, entre outros

Quarta, 30 de Janeiro de 2019, 15:00 h

Em 2019, Senge-RJ vai expandir oferta de capacitações técnicas

 

Os cursos vão abordar eficiência energética e painéis solares, plataforma BIM, entre outros

 

Em 2019, a meta do Sindicato dos Engenheiros no Estado do Rio de Janeiro (Senge-RJ) é expandir a área de capacitação profissional, com novos conteúdos, mais vagas e opções de horário. Segundo Miguel Sampaio, diretor de Comunicação do sindicato, o objetivo é oferecer certificações mais avançadas, com ênfase na qualificação técnica e com uma programação que permita ao aluno desenvolver uma formação contínua.

 

“Vamos profissionalizar ainda mais a área, visando as novas exigências do mercado e o aumento da empregabilidade dos engenheiros”, explica Miguel. Segundo ele, a agenda dos cursos deve estar disponível em março.

 

Os conteúdos de grande procura já estão confirmados na grade. É o caso das capacitações para autovistoria predial, serviço exigido, na cidade do Rio de Janeiro, a cada cinco aos para todas as unidades construídas.
 

Também terão destaque, segundo Miguel, formações relacionadas à eficiência energética, envolvendo fontes renováveis. “Muitos prédios estão adotando painéis solares, cujos custos estão caindo”, diz. Além desses, continuarão disponíveis cursos regulares, como os de perícia judicial e orçamento de obras civis e serviços de engenharia. A programação deve ser ampliada a fim de atender também às demandas dos profissionais nas áreas de engenharia elétrica, mecânica e no uso de plataformas como o BIM (Building Information Model).
 

Desde 2015, o Senge-RJ  ofereceu 53 cursos, que contaram com 1.527 participantes, sempre na sede do sindicato. “Os conteúdos são selecionados de acordo com as sugestões feitas pelos profissionais, com base em pesquisa de avaliação aplicada durante as próprias capacitações”, explica Adriana Vieira, que atua na área de formações técnicas do Senge-RJ. “Também são propostos e supervisionados pela diretoria do sindicato, que acompanha os níveis de emprego na engenharia, as necessidades do mercado e a aprovação de novas leis e normas relacionadas ao trabalho do engenheiro.”
 

Para a seleção dos professores, o sindicato conta com a colaboração do Núcleo Interdisciplinar para o Desenvolvimento Social da Universidade Federal do Rio de Janeiro (Nides/UFRJ). E o programa de capacitação técnica do Senge-RJ tem apoio do Crea-RJ e da Mútua. Associados do sindicato têm descontos.

 

Voltar